Alguns passos podem auxiliar o profissional a identificar se ele vem exagerando numa discussão antecipada de problemas. A primeira dica é ampliar a base de opiniões a respeito do que é o problema porque às vezes o que a gente considera um grande problema potencial é na verdade muito menor do que a gente imagina e uma segunda opinião, alguém próximo e de confiança pode simplesmente demonstrar uma linha de raciocínio diferente e que lhe prove que o problema tem um tamanho menor, ou seja, essa pessoa vai melhorar a sua compreensão a respeito.

*****
Concluir
O segundo passo é tentar desenvolver o planejamento até o final, garantindo que todos os envolvidos naquela situação debatam e concluam todo o planejamento, pois muitas vezes aquilo que a gente cria como problema potencial na medida em que planejamos se torna menor. Em terceiro, algumas vezes o impacto do problema que estamos analisando é um impacto de avaliação pessoal e não de caráter profissional. Nosso julgamento está fortemente contaminado por questões que envolvem o nosso relacionamento com algumas pessoas envolvidas naquela situação e aí pode ficar evidente a ausência do debate profissional em troca de uma influência, de uma contaminação pessoal.

*****
Imagem
E quarto e talvez o mais importante dos pilares nesse processo: pondere que tipo de imagem você constrói como profissional. O de alguém que é visto como solucionador de problemas cuja principal característica é a calma, a tranquilidade perante situações críticas ou você está construindo a imagem ou até mesmo pegou a fama justamente de alguém que as pessoas evitam compartilhar problemas porque o teu comportamento é reconhecidamente estressante. Você acaba exagerando demais, antecipando demais e simplesmente vem sendo excluído de uma série de oportunidades dentro da empresa. Pense nisso! Para a coluna Visão Empresarial

Luciano Salamacha